Beatles, religião, estivadores e algo mais

No sábado o passeio foi uma mistureba de tudo que vocês podem imaginar!!! Não tentem entender a lógica, foi um daqueles dias que nada fez muito sentido!!! 😆

 pilmrosehill.jpg

Começamos aí nessa colina, Pilmrose Hill, em Camden Town. Mais uma das mil áreas verdes de Londres. É incrível a quantidade de parques que esse pessoal tem por aqui! Muitas crianças jogando bola, pessoas passeando com seus cães e alguns turistas buscando uma vista de Londres!

camdenvista.jpg 

Se vocês prestarem atenção aí em cima dá para ver um toldo de tela. É o zoológico de Londres, no Regente Park.

Descemos a colina pelo outro lado e começamos a circular pelo bairro, que é bem residencial, mas com casas maiores do que estava vendo nos meus outros passeios. O destino: Abbey Road, aquela da foto um tanto quanto famosa.

 abbeyroad.jpg

Não deu para tirar uma foto mutio boa, tentando imitar a capa do álbum porque a rua é extremamente movimentada, fiquei impressionada!

O próximo lugar por qual passamos foi o Lord’s Cricket Ground, onde se joga esse esporte extremamente inglês e do qual não entendo nem um pouquinho. Hoje a Inglaterra já não tem tanta força no esporte, mas em suas antigas colônias como Índia e Austrália o esporte ainda atrai bastante atenção.

 cricket.jpg

Continuamos caminhando em direção ao Regent Park, quando nos deparamos com essa mesquita.

 moske.jpg

O Nathaniel me perguntou se eu já tinha entrado alguma vez em uma mesquita. Com minha resposta negativa, ele sugeriu o passeio.

Coloquei uma echarpe na cabeça – cedida pela recepção da mesquita – e lá fomos nós. Uma mesquita é bem diferente das igrejas católicas e também das sinagogas. Os mulçumanos não acreditam na adoração de ídolos, então o interior é bem austero. Além disso, não existe uma celebração de missa, então não há altar ou púlpito. As pessoas vão a mesquita para rezar, sempre virados em direção a Meca.

Aprendi isso e bem mais lá dentro! Por se tratar da maior mesquita de Londres, eles recebem alguns turistas e estão sempre prontos a explicar seu credo. Foi bem interessante ainda recebemos um livrinho ilustrado para entender o islamismo. 🙂

Depois da aula de religião, foi hora de alimentar o estômago. Paramos no Regente Park para um mini-piquenique, com pizza comprada no bar do parque e morangos!

 regentpark.jpg

O parque estava bem cheio! Os londrinos estão se refastelando com o tempo maravilhoso que tem feito. Apesar da vontade de ficar lagartixando no sol, a beira do lago, escolhemos um museu para visitar!

Mas para que procurar um museu por perto? Fomos logo escolher o Museu de Dockland, do outro lado da cidade!!!

Procurando o metro ali por perto, cruzamos com outro ponto de peregrinação turística:

 bakerstreet.jpg

Como sou uma pessoa muito mais Hercule Poirot do que Sherlock Holmes, não me interessei por entrar.

Emergir do metro em Canary Wharf fez-me sentir em São Paulo! Não fossem os meadros do rio na paisagem, poderia jurar que estava de volta a Sampa!

 canarywharf.jpg

Canary Wharf é uma parte das docas – Docklands – que foi reformada e se transformou na segunda zona de negócios da cidade, com muitas matrizes de bancos e empresas. Mas ao mesmo tempo, o ambiente é uma delícia por causa da água que circunda todos os cantos e os barzinhos simpáticos.

 canarywharf2.jpg

O museu que visitamos conta a história das docas, que por muito tempo concentraram o principal negócio da cidade e, portanto, se confundem com a própria história de Londres.

 docklandsmuseum.jpg docklandsmuseum2.jpg

O museu não foi lá MUITO interessante, mas foi legal conhecer, afinal de graça até injeção na testa!!! 😆

Saímos do museu já era noitinha e precisamos de um lugar para jantar. Uma cruzada atrás de um restaurante de tortas – que no fim das contas tinha fechado –  nos levou até Greenwich. Sem as tortas, resolvemos por outra tradição culinária londrina: Fish ‘n Chips. Cruzamos a cidade novamente até Waterloo, onde fica um dos restaurantes indicados como um dos melhores para apreciar essa bomba calórica!

Conversando durante o jantar, comentei com o Nathaniel que ainda não tinha feito alguns dos passeios básicos de Londres, que ainda não tinha passado decentemente pelo palácio de Buckingham, Trafalgar Square, entre outros. Ele ficou meio inconformado e resolvemos então fazer um passeio noturno por esses lugares. Afinal, depois daquele monte de fritura, uma caminhada faria bem!

As fotos a noite não ficaram muito boas – para variar – mas pelo menos agora posso dizer que conheci esses lugares! 😀

buckingham.jpg

Ufa! Voltando no metro a gente não acreditava como conseguimos fazer uma lambança desse tamanho em um único dia!!! Foi bem legal!!!

Anúncios

2 Responses to “Beatles, religião, estivadores e algo mais”


  1. 1 Patsy fevereiro 17, 2008 às 6:09 pm

    Vou te contar… adoro tudo que é de navio, avião, porto, docas, carga, estivadores, empilhadeiras, em qualquer lugar que esteja quero ver o porto e a movimentação, trabalho até viajando, sabe porque? Porque é um prazer, e esse museu que você foi Carlinha, eu tenho certeza, que por mais sem graça eu iria adorar…

    🙂

    ps…olha, saudades de Uk

  2. 2 Carla Castro fevereiro 19, 2008 às 5:48 pm

    Patsy,

    quando você vier matar a saudade dessas terras, não deixe de passar pelo Docklands Museum então!!! Você gostar bastante!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Total de...

  • 196,250 visitas... ou viagens!!!

%d blogueiros gostam disto: